DICAS DE COMO COMPRAR UM IMÓVEL NA PLANTA

Recentemente fui questionada sobre quais os principais cuidados a serem tomados na aquisição de imóvel na planta. Essa modalidade de aquisição traz como vantagem, na maioria das vezes, a facilidade de pagamento das parcelas durante a construção, além da possível valorização do bem depois de pronto.
Veja os principais cuidados :

1. Escolha bem o local.
Ao visitar o estande de vendas, conheça bem o bairro, se o empreendimento está bem localizado e se atende suas necessidades de transporte, comércio e segurança.

2. Faça uma pesquisa sobre a construtora.
Para evitar aborrecimentos, é importante fazer uma pesquisa sobre o histórico da construtora. É possível checar na justiça, no Conselho Regional de Engenharia e no Procon se há processos e se a obra está regularizada junto à prefeitura com alvará, registros e projetos anteriores. Procure conversar com donos de imóveis construídos por aquela construtora para saber se a entrega ocorreu no prazo acordado ou se houve algum outro tipo de problema.

3. Visite o apartamento decorado e observe a maquete.
Entre as desvantagens de adquirir na planta, está o fato de não poder ver o imóvel que está adquirindo, pois ele ainda não existe. A maquete e o apartamento decorado, no entanto, devem corresponder ao bem que será construído. Observe posição do prédio em relação ao sol, veja onde ficarão as áreas comuns, repare na disposição dos cômodos do imóvel, etc.

4. Negocie a forma de pagamento.
Diferente de um imóvel já pronto, que a entrada é de no mínimo 20% do valor total, quando se compra um apartamento na planta é possível negociar a forma de pagamento da parte da construção. A maioria das construtoras permite que isso seja feito de forma flexível, conforme a renda do comprador e o quanto ele pode pagar de entrada. Caso você pense em financiar via sistema financeiro, os financiamentos não podem comprometer mais de 30% da sua renda. Assim se você já tiver outro empréstimo ou financiamento, sua capacidade de pagamento fica reduzida. Antes mesmo de procurar o imóvel, simule nos bancos quanto você realmente poderia assumir de parcelas por mês e qual limite que o banco libera para financiar. Isso vai evitar que você perca seu tempo com empreendimentos que não cabem no seu bolso.

5. Tenha ciência do INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) e IGP-M (Índice Geral de Preço-Mercado).
Depois de acertadas as parcelas que serão pagas durante a construção, tenha consciência de que todos os valores serão reajustados de acordo com o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção), que é elaborado pela Fundação Getúlio Vargas e afere a evolução dos custos de construções habitacionais até a entrega das chaves, posterior a essa data a correção é feita através do IGP-M (Índice Geral de Preço-Mercado).
Durante a construção, antes de você assumir o financiamento no banco, as parcelas pagas à construtora não sofrem a incidência de juros, mas sofrem correção pelo Índice Nacional de Custos da Construção (INCC), o índice de inflação do setor de construção civil. Portanto, aquele valor inicial indicado no contrato vai aumentar até o imóvel ficar pronto e você passar o financiamento para o banco.

6. Conheça a convenção de condomínio.
Fique informado sobre as reuniões de condomínio e compareça para poder participar de decisões que afetarão sua vida no futuro lar. Na primeira assembleia é definida a administradora responsável pelo condomínio, o que gera impacto no custo a na manutenção do local.

7. Se proteja em caso de atraso.
O atraso na entrega das chaves talvez seja o problema mais recorrente no judiciário. O atraso da obra pode justificar a rescisão do contrato pelo comprador, com a devolução integral e corrigida do valor pago, ou eventual direito a ser indenizado. Contudo, por se tratar do sonho do próprio lar, é bom que esteja preparado para o caso de atraso na realização deste sonho.

8. Fique de olho no memorial descritivo.
Todo acabamento do imóvel será detalhado no memorial descritivo. Leia-o com atenção e, no momento da vistoria para entrega das chaves, confira item a item. Inclusive, neste momento da entrega das chaves, um cuidado que sugiro é conferir a metragem do imóvel, pois as vezes o que é entregue é menor do que foi pago.

9. Se prepare para a reforma.
Com o apartamento pronto e as chaves nas mãos, você vai encontrar um imóvel sem armários embutidos, sem piso na sala e nos quartos, além de muitas outras coisas que você vai querer ter em sua casa. Então esse é o momento de começar com as reformas, que exigirá tempo e mais dinheiro.

IMPORTANTE:
Atentar na escolha do profissional especialista, que lhe transmita segurança, pois ele vai ajudá-lo em todo processo. Dessa forma, observando essas dicas, e estando assessorado por um profissional especialista, um corretor de sua confiança, você com certeza minimizará o risco de ter contratempos no futuro.

E aí? Gostou das dicas de como comprar um imóvel usado? Então, compartilhe com seus amigos nas redes sociais!